A autoria paulina das epístolas pastorais tem sido largamente negada pela erudição moderna, baseada principalmente sobre os fenômenos linguísticos e sobre a teologia avançada dessas epístolas. Entretanto, os argumentos contrários à posição tradicional da autoria de Paulo não são conclusivos. I Timóteo foi escrito na Macedônia (provavelmente em Filipos), cerca de 64 D.C., durante o intervalo entre o primeiro e o segundo aprisionamento de Paulo em Roma.

Proporcionar encorajamento e instrução a Timóteo, um jovem líder. Não foi Paulo o fundador da igreja em Éfeso.

Certamente fora um dos discípulos de João, talvez o próprio Apolo, pregador eloqüente da época.

O que se destaca nesta igreja é que não basta a uma igreja ser cristã, unida e cultivar vários outros valores importantes na vida do povo de Deus. Ela deve ser cheia do Espírito Santo.

Não basta apenas ter a herdade da eloqüência, precisa ser avivada pelo poder de Deus. Ao chegar ali, Paulo estranhou ao ver uma igreja tão pequena, apenas com alguns poucos discípulos.