A Epístola aos Gálatas (conhecida também apenas como Gálatas) é a epístola que o apóstolo S. Paulo redigiu aos gálatas.

Foi escrita, provavelmente, por volta dos anos 55-60 depois de Cristo. E era endereçada inicialmente às igrejas da Galácia, uma região da Ásia Menor.

Seu propósito era combater os "judaizantes" (judeus que afirmam que os gentios para serem salvos, tinham que ser circuncidados e guardar todas as leis de Moisés).

A epístola é uma defesa da doutrina da justificação pela fé, advertências contra a reversão ao judaísmo, e a reinvindicação do apostolado de Paulo.