I Tessalonicenses - é como é conhecida a primeira epístola que o apóstolo Paulo redigiu aos habitantes de Tessalônica. Ela foi talvez a segunda epístola escrita pelo apóstolo (Gálatas seria a primeira).

Na segunda viagem missionária, Paulo de Tarso pregou na sinagoga desta cidade - o templo principal dos judeus daquela região da macedónia - lançando as fundações de uma das mais marcantes igrejas da época (a que se destina esta epístola). Alguma animosidade contra Paulo, por parte dos judeus da cidade, levaram-no a fugir para Beréia. Paulo, Silas e Timóteo chegam pela primeira vez a Tessalônica, após passar por Filipos e esvaziar as sinagogas com suas pregações, ele então é acusado de traição a César e obrigado a fugir estando em Corinto, Paulo recebe ótimas noticias sobre a fé esperança, amor e perseverança dos irmãos de Tessalônica, mesmo em meio às perseguições sofridas. Paulo expressa nesta Epistola como um sentimento para com seus filhos na fé, sua emoção é notada em cada linha desta carta. Ele os encoraja a permanecer em sua fé e no crescente amor mútuo e a se alegrar dando sempre graças a Deus. Essa igreja, no entanto ainda era muito jovem e tinha uma quantidade de problemas. Paulo não conseguiu terminar os ensinamentos do evangelho devido ao curto tempo que lá esteve, e diversos problemas surgiram após sua partida, Alguns acusavam Paulo de se auto promover e de pensar em dinheiro.