Escravidão Nunca Mais

Audionovela

"Raciais", evitando-se a inadequada e indesejável polarização artificial de raças. Mas, fica ao leitor, entretanto, após a leitura do livro, a reflexão quanto à responsabilidade da melhor escolha para o país , o melhor sistema para nós. Ademais, é preciso reescrever a história, também, para exaltar a figura épica de Luiz Gama como o verdadeiro "Paladino da Abolição!"Dedico, esse livro, finalmente, ao povo brasileiro de todas às etnias, sofrido e corajoso, desamparado pelo Estado ao longo dos séculos à exceção de episódicos momentos de nossa história, unido pela língua, costumes e fé, mesclado na incessante mistura de raças chamado de "homem cordial". Essa "raça morena", que batizada na secular e odiosa escravidão, aspira agora à implementação de ações afirmativas que o integrem definitivamente em igualdade de condições nas conquistas do mundo moderno.