Dicas para educar os filhos sem culpa

October 10, 2014

 Educação baseada nos ensinamentos espíritas

 

"Os pais devem se aceitar como são e aceitar o filho como ele é.  A chegada da criança na família foi planejada devido às qualidades e dificuldades daquele ambiente. Nós nascemos para enfrentar nossas dificuldades e imaturidades. Querer muito poupar nossas crianças de sofrimentos não é qualidade, é problema". Regis Mesquita

do livro Nascer Várias Vezes

 

Quando o filho encontra dificuldades na vida a família sofre. Pais e mães se preocupam até com filhos adultos que são “trabalhadores, honestos e vivem bem”.

 

Quando são pequenos a preocupação é grande. Cabe aos pais ajudarem a criança em tudo: estudo, vestimentas, higiene, educação, linguagem, etc.

 

Além da preocupação existe a culpa. Com certeza nenhum pai ou mãe consegue ser 100% eficiente, 24 horas por dia.

 

Pais são espíritos imaturos e em processo de aprendizagem. Possuem seus próprios limites e imaturidades. Todavia, possuem a responsabilidade de criar os filhos.

 

Como resolver esta contradição: pessoas limitadas cuidando de crianças que precisam de muita orientação?

 

Paz de espírito e simplicidade. Ao longo de 200 mil anos de humanidade, bilhões de seres humanos foram educados por pais limitados. Você é apenas mais um; se agir com simplicidade terá oferecido mais do que o suficiente para seu filho crescer e cuidar da própria vida.

 

A criança precisa de comida simples, mas diversificada. Precisa de roupa limpa e não é necessário nada além disto. Precisa de carinho e atenção, sem excesso de proteção. Precisa ser cuidada e orientada; precisa ser cobrada, exigida e estimulada. Com bom senso e boa vontade os pais podem agir da forma como são e acredita ser o melhor, aprendendo a cada dia.

 

Quando houver dúvidas de que está fazendo o melhor, os pais devem se amparar na certeza de que com seu esforço estará oferecendo mais do que o suficiente para que ele supere as dificuldades da vida.

Esta é a paz que os pais devem ter: oferecer o melhor que podem e aceitar seus próprios limites.

 

Toda criança deve ser ensinada que a vida possui limites que devem ser respeitados. Um destes limites é justamente os pais, espíritos em evolução. Pais que possuem suas próprias dificuldades e fraquezas.

 

É muito importante aceitar os filhos como eles são. É muito importante se aceitar também. Porque se você não se valorizar estará dando um péssimo exemplo para seu filho. Se valorize, para ensinar seu filho um dos mais belos ensinamentos: ter gratidão pelos pais que ele possui.

 

Ele pode e deve ser grato pelos pais que possuem limitação. Porque estes pais limitados são capazes de oferecer muitas coisas boas.

 

Se você se torturar com a culpa, estará gerando vibrações e informações negativas sobre você. Sua satisfação será menor e sua capacidade de aprendizado ficará reduzida.

 

Culpada você terá mais dificuldade para transmitir tudo o que há de bom dentro de você. A meta é sempre esta: ofereça o seu melhor. Não é oferecer o melhor que há no universo. É oferecer o SEU melhor.

 

Procure melhorar sempre.

 

Todavia, uma hora você estará frente a frente com sua própria limitação. Nesta hora, tenha paz. Talvez seu filho tenha que superar sozinho alguns desafios. Nesta hora lembre-se: ele nasceu na família certa. Sua família oferece a ele as oportunidades positivas e negativas que ele precisa para cumprir suas missões de vida.

 

Se ele for muito protegido será problema. Problema sério. Seu filho não terá conquistado a força e a sabedoria necessárias para que ao final da sua vida ele pense: valeu a pena esta vida.

 

Ele nasceu para enfrentar dificuldades. Fique feliz, quando ele as encontrar. É assim que a encarnação dele será útil para que o espírito evolua.

Ofereça o melhor que você pode. Mas, tenha certeza que isto não será tudo o que ele precisa. A vida é dele e ele terá que caminhar por si. Vale para o filho adulto e vale para a criança de três anos de idade. Todos eles terão que se virar para enfrentarem as dificuldades que a vida apresentar.

 

A culpa costumeiramente vem da não aceitação dos próprios limites e do medo de se arrepender no futuro. Isto gera confusão, pois os desafios devem ser vistos como positivos e são vistos como negativos.

 

Antes de nascer, no plano espiritual, a família foi escolhida de tal forma que o espírito pudesse enfrentar os desafios necessários para ele evoluir. Pais, esta é a verdade, sua família não é perfeita e é justamente por isto que seu o espírito encarnou para ser seu filho. Ele precisa das qualidades e defeitos da sua família.

 

Pais, criem qualidades e habilidades em vocês mesmos. Desta forma, poderão ser melhores para si mesmos e melhor para os outros. Tenham também uma outra postura: se aceitem e valorizem o que são. Se vocês valorizarem o que são, será mais fácil aprenderem e evoluírem.

 

Tenham carinho por si mesmos. E digam para seus filhos: eu procuro oferecer o melhor para vocês e o que ofereço é a base para você cuidarem de si mesmos e enfrentarem os desafios da vida. Vocês nasceram para evoluir, por isto precisam enfrentar as dificuldades da vida. Sempre estarei ao teu lado, mas terão que enfrentar o desafio.

 

Abaixo reproduzo trechos de uma mensagem do Chico Xavier:

 

”Você nasceu no lar que precisava nascer...

Teus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, com tua própria afinidade...

Não reclame, nem se faça de vítima. Antes de tudo, analisa e observa.

A mudança está em tuas mãos.

Reprograma tua meta, busca o bem e você viverá melhor.

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

 

Autor: Regis Mesquita

 

Depoimentos

Please reload

Featured Posts

Palestra com o Tema: Amando Sempre

September 3, 2017

1/10
Please reload

Recent Posts

May 22, 2015

March 23, 2015

Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic