Sede Perfeitos

March 23, 2015

 

Sede Perfeitos

 

Se for parar pensar. Sede perfeitos. Eles dizem que existem uma infinidades de sentimentos, onde todos nós vivenciamos diariamente. Mas a pobreza da linguagem humana acaba obrigando que a gente use uma mesma palavra pra diversos significados, ou seja um sentimento inferioridade, um sentimento egoísmo, sempre vindo de uma mesma raíz, mas cada um de uma forma diferente, teor diferente, intensidade diferente. Por exemplo: O que seria um bom motorista? É aquele que sabe dirigir certinho? Que faz as curvas certinho? Que sabe fazer uma boa manobra? Qual a nossa concepção de um bom motorista, um bom condutor? Nem sempre aquele que sabe dirigir, mas aquele que saber respeitar as regras.

Então, que seria um bom caridoso? Uma boa pessoa caridosa? Aquele que distribui alimento pras pessoas necessitadas ou aquele que tem um bom coração? Porque na prática parece que é dessa forma, mas o que vale mesmo é a nossa interação, é a nossa entrega. Portanto se não tivermos o sentimento do Amor não conseguiremos a prática da caridade. ¨Sede Perfeitos¨ é uma forma de colocarmos a superação de nossas faltas, de nossas vaidades, de nossos sentimentos de orgulho, de nosso egoísmo. Da superação de tudo aquilo que se refere que se tem raiz no orgulho, portanto se eu erro mas estou em busca de um crescimento, então estou tentando ser perfeito. Porque, ¨o cair¨, não significa que eu errei, mas parte de um processo de aprendizado. Portanto a pessoa pode dirigir durante 20 anos na vida e nunca ter batido, mas se ela não sabe respeitar as regras, se ela ultrapassa semáforo no vermelho, se ela não tem uma boa conduta no trânsito, não é um bom motorista. O que faz de nós, são as nossas atitudes, nossos atos. Então é uma forma de sempre se aperfeiçoar na nossa melhora superando as nossas inferioridade. A gente se fortalecer mais no sentimento de amor, cada vez se fortalecendo mais no sentimento de piedade, de compreensão, reflexão para que possamos estar se melhorando.

Amar aos nossos inimigos é tentar ser justo com a cada um. Para com algumas pessoas não podemos confiar, pra outras já o podemos. Se negarmos alguma coisa a uma pessoa sabendo que aquilo que ela nos pediu pode fazer mal a ela, com certeza a melhor atitude seria negar a ela.

Como por exemplo, dar uma faca a uma pessoa sem escrúpulos. Ela pode fazer algum mal e nós seremos cúmplices dos erros dela, porque acabamos por ceder. Mas se uma pessoa que tem controle dos seus atos no qual temos a confiança. Sabemos que ela usará para cortar alguma coisa de uso benéfico.

Para cada situação usaremos um termo, uma condição no sentido de melhorar. No entanto, nem sempre que negaremos a uma pessoa significa que estaremos contra ela. Mas é uma forma de tentar ajudar.

Inclusive recebi um email dizendo que toda nossa oração é ouvida por Deus e é atendida, desde que não esteja aos padrões de Deus. Porque não adianta pedir a Deus algo que me compraz da maldade, no sentimento de orgulho, da vaidade, pois com certeza não receberei isso, não adianta pedir alguma coisa que vai me afundar. E muitas vezes o que nós pedimos sempre a Deus é isso. As vezes buscamos a Deus uma oportunidade que pode nos colocar numa situação mais constrangedora, é como se buscássemos o conforto. Será que esse conforto todo continuaríamos na mesma humildade, a paz de espírito, a tranquilidade? Ou será que nosso orgulho ou nossa vaidade se elevaria? Talvez nós não conseguiríamos manter o mesmo equilíbrio e colocaríamos tudo a perder. Necessitamos de estar orando Buscando a Deus, continuidade naquilo que é realmente bom para nós, mas pra isso precisamos ter um senso de justiça para que possamos compreender o que realmente é bom pra nós.

A Lição ¨Serdes Perfeitos¨ é nesse sentido de estar sempre melhorando. Imaginamos um exemplo:

Num momento em que nos encontramos numa situação tão difícil e uma empresa nos concede um emprego com um bom salário, onde seremos útil de forma a possibilitar no crescimento da mesma. E assim trabalhamos na empresa por 10 anos e durante esse tempo construímos um patrimônio, uma família e realmente alcança um bom padrão de vida. Passados 10 anos a empresa nos comunica que não será mais necessários nossos serviços, agradece pela nossa dedicação a empresa e que não há meios de nos manter na empresa. Seremos dispensados.

Muitas vezes acabamos se revoltando com esta situação, não percebendo que os 10 anos trabalhados na empresa nos foram muito úteis para nosso crescimento, para nossa elevação. E queremos buscar nossos direitos de alguma forma. Isso vem pelo fato de termos dentro de nós um sentimento egoísta.

Se eu conseguir um amigo durante um período e de repente ele não sente a vontade de ser mais meu amigo e resolve ir embora. Será que eu deveria ficar revoltado com ele? Será que eu não deveria agradece-lo pelo tempo que passamos juntos, pela oportunidade do aprendizado, pelas coisas boas que vivemos? Podemos, então tirar a experiência compreendendo que nem tudo é eterno. Portanto, onde está a inferioridade das pessoas? Será que são nossos ou de nossos inimigos?

Porque tudo que parte de sentimentos de dentro de nós, que sai de nossa boca, vem de nosso coração. Se dizemos blasfêmias, é porque essas palavras estão em meu pensamento e arraigados no coração, no espírito. Portanto as atitudes manifestarão da mesma forma e atribuiremos como erro das outras pessoas. Elas são assim como nós, cada um com o seu progresso e cada um na sua ignorância.

Quando Mestre Jesus no diz para perdoar a todos os nossos inimigos é independente da situação do ato de perdoar. Porque como nos cita no evangelho o exemplo dos publicanos que amavam, a quem amavam eles, perdoavam que perdoavam a eles ou seja, não viviam a intensidade do sentimento de amor, o sentimento do perdão. Perdoavam quem convinham a eles. Um sentimento egoísta. Portanto visavam aquilo que eram bom para eles, sem o compromisso com o melhoramento. Tinham o compromisso com o orgulho, com a satisfação do ego, da vaidade.

Para que possamos compreender melhor. Se nós buscamos perdoar ou não as outras pessoas, convém primeiramente a nós. Porque se outras pessoas não tem a compreensão, se são espíritos ignorantes, com certeza irão nos ferir se nós assim não a compreendermos as situações que se encontram as pessoas ou se nós buscarmos nelas alguma coisa.

É como aquela pessoa oportunista que trabalhou durante 10 aos na mesma empresa e ainda tenta tirar proveito de outras situações. Tirar proveito de um amigo, tirar proveito de um parente, tirar proveito de uma oportunidade. Acabamos sendo oportunistas, buscando a satisfação do nosso ego.

Não buscamos agradecer com sentimento de gratidão por aquilo que já vivenciamos, por aquilo que já tivemos. Podemos dizer como um relacionamento, um casamento que se destroi depois de tanto tempo. Temos que tirar das oportunidades coisas boas. Cada um tem o direito de ser feliz. Porque primeiramente o compromisso que temos, é conosco mesmo. Com a dignidade, o respeito, a educação, o entendimento, a compreensão. Mas se as pessoas ainda assim não compreendem, é uma forma de poder reverter tentando compreender as pessoas. Como São Francisco no diz: ¨É melhor perdoar do que ser perdoado, compreender do que ser compreendido, é melhor amar do que ser amado¨. Se formos compreender através do tempo, teremos teremos um bom entendimento na profundidade que os significados alcançam. Mas o ¨Sede Perfeitos¨ está exatamente nesta passagem, onde há a necessidade da compreensão de abrir mão do nosso orgulho da nossa vaidade. Talvez o que as pessoas tenham a nos oferecer, seja uma palavra amiga, outros talvez poderiam ofertar uma palavra amiga, moradia, um emprego, mas às vezes outros não. Então outros que não tem a mesma condição serão desprezados? Talvez para que possamos se relacionar com as pessoas seja necessário abrir mãos dos nossos costumes, como quebrar dentro de nós os preconceitos, sentimentos de orgulho. Um exemplo: Se formos a uma Igreja Evangélica, devemos aceitar a conduta das pessoas desse seguimento religioso, respeitando as pessoas como elas são, respeitando a integridade de cada um. 26:13

Please reload

Featured Posts

Palestra com o Tema: Amando Sempre

September 3, 2017

1/10
Please reload

Recent Posts

May 22, 2015

March 23, 2015

Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic